11 99231-6498
Language:
Apresentação
11 99231-6498
SIGA-NOS

Igrejas

Escadarias para entrar na Igreja subterrânea
IGREJA E CONVENTO N.Sra. DAS MERCÊS 
A IGREJA SUBTERRÂNEA DE ITU


 
A igreja foi fundada em 1967, juntamente com o Mosteiro Concepcionista. É uma obra de arquitetura moderna, do Ituano Dr. Walter Toscano. Para acessá-la é preciso descer grande escadaria, pois ela foi construída no subterrâneo do Mosteiro. Sua peça mais valiosa é o crucifixo gigante com a imagem de Cristo, que orna o altar mor.

O Convento Nossa Senhora das Mercês ficou famoso por produzir as “pílulas do Santo brasileiro Frei Galvão” que, pela fé, protegem a hora do parto. E, também pelos deliciosos doces feitos pelas freiras com destaque para os seus licores. Os doces produzidos em Itu recebiam encomendas até da Corte, durante o Império, quando as freiras preparavam deliciosos doces em caldas, goiabada, marmelada, geléias, balas de café, pratos feitos com milho e mandioca, e frutas diretamente selecionadas do pomar do convento.

O Convento foi fundado em 25 de dezembro de 1.825 por Frei Inácio de Santa Justina e seu grande auxiliar foi o padre Elias do Monte Carmelo. Foi incorporado à ordem Imaculada Conceição em 17 de Fevereiro de 1952, formando-se então, canonicamente, o Mosteiro Concepcionista. Foi a primeira casa religiosa e também o primeiro colégio para meninas. Funcionou no antigo Mosteiro já demolido, de 1.824 até 1.967, na Praça Regente Feijó.

Os famosos licores

A “lojinha” do Mosteiro, ainda hoje, prepara e vende os famosos licores das Monjas.  A tradicional bebida chegou a Itu junto com Madre Gema, há mais de cinco décadas. Com ajuda do médico Archimedes Lammoglia, as irmãs recebiam doações das frutas que não plantavam para o preparo dos licores.

As essências eram compradas na mesma loja e as artesanais, de laranja, abacaxi, jenipapo, entre outras, são receitas passadas através de um antigo livro de receitas. A calda é feita com 1 quilo de açúcar para 1 litro de água. Depois, se coloca a essência para ser curtida no álcool.


Rua Madre Basília, 476 - rua atrás da Santa Casa de Itu
Telefone: (11) 4024-3020.
Visitação: Segunda a Sexta das 8 horas às 17 horas, sábados e domingos das 8 horas às 12 horas.
Missas: Segunda a Sexta às 8 horas, Sábado às 18 horas e Domingo às 11 horas.

 

IGREJA MATRIZ

IGREJA-DA-MATRIZ.jpg
Construída em 1780, sob orientação do Padre João Leite Ferraz, a Matriz de Nossa Senhora da Candelária ganhou o aspecto atual após várias reformas. Uma delas, o arquiteto Ramos de Azevedo, no final do século XIX, reformou sua fachada. Em seu interior, destacam-se os estilos Barroco e Rococó, com obras de João Patrício da Silva, do Padre Jesuíno do Monte Carmelo e de Almeida Júnior. É a maior paróquia de Itu. Considerada o maior monumento barroco do Estado de São Paulo é tombada pelo IPHAN (Instituto Histórico e Artístico Nacional) e elevada à categoria de monumento nacional.
Seu órgão de tubos é de 1883, da renomada marca francesa Cavaillè-coll.

Endereço: Praça Padre Miguel, s/n.
Telefone: (11) 4023-0638

BOM JESUS

BOM-JESUS.jpg
Erguida em 1765 no local onde existiu a primeira capela do período da fundação de Itu, a Igreja do Bom Jesus foi idealizada pelo padre Manoel da Costa Aranha e, durante décadas, foi a Matriz da cidade. No seu topo há imagens dos quatro evangelistas (São Mateus, São Marcos, São Lucas e São João). Anexo a ela está o Santuário Nacional do Sagrado Coração de Jesus, construído em estilo neo-renascentista, em 1904.
Foi erguida no mesmo local onde existia a capela do século XVII que, durante muitos anos, serviu como Matriz de Itu. Seu interior é magnífico com vitrais multi coloridos.

Endereço: Praça Padre Anchieta, s/n.
Telefone: (11) 4022-3871

NOSSA SENHORA DO CARMO

NOSSA-SENHORA-DO-CARMO.jpg
Situada diante da Praça da Independência, a Igreja de Nossa Senhora do Carmo foi construída em 1777 sobre a primeira edificação do Convento Carmelita, que data de 1719. Nos seus altares laterais estão as imagens da Procissão do Triunfo de Nosso Senhor, datadas do século XVIII. Seu interior chama atenção por suas grandes imagens, entalhadas no Rio de Janeiro, que representam os passos da Via Sacra. O forro da Igreja do Carmo foi pintado pelo Padre Jesuino do Monte Carmelo.

Endereço: Praça da Independência, s/n.
Telefone: (11) 4023-1919.
 

SANTA RITA

SANTA-RITA.jpg
Construção urbana mais antiga da cidade, a Igreja de Santa Rita mantém a arquitetura original desde a sua inauguração, em 1728, e abriga a imagem da "Santa das Causas Impossíveis". Anualmente a procissão e a festa da santa reúnem dezenas de milhares de fiéis. A religiosa teve sua canonização assinada em 1900 pelo Papa Leão XIII.
Inicialmente, foi uma capela de pau a pique, ao redor da qual tropeiros com suas cargas se concentravam e pediam proteção à Santa Rita para suas viagens.

Endereço: rua Santa Rita, s/n.
Telefone: (11) 4023-7343

 

SÃO BENEDITO

SÃO-BENEDITO.jpg
A irmandade de São Benedito foi criada em Itu em 1710, um século após a fundação da cidade, na extinta Igreja franciscana de São Luiz de Tolosa, que ficava diante da atual Praça Dom Pedro e foi destruída por um incêndio em 1907. No ano de 1910, uma nova Igreja foi erguida em novo endereço onde é mantida a veneração ao santo negro.

Endereço: rua Santa Cruz, 600
Telefone: (11) 4022-4971

N. S. DO PATROCÍNIO

igreja_do_patrocinio.jpg
Projetada por Padre Jesuíno do Monte Carmelo, a igreja do Patrocínio teve sua construção concluída em 1819. Quarenta anos depois, em 13 de novembro de 1859, as Irmãs de São José, que vieram da França especialmente para dar vida ao Colégio iniciaram as atividades com ensino de qualidade para meninas pobres da região.

Foi o primeiro colégio religioso dedicado à educação feminina do Estado e atendia também as filhas de escravas. Nessa época não havia internatos para a educação de meninas. Os trabalhos dedicados à pobreza, foram pouco a pouco aprimorados, tornando o Colégio do Patrocínio numa das escolas particulares com maior interesse das grandes famílias do Brasil. Nele estudaram pensionistas (o colégio era um internato) de famílias abastadas e influentes, com ou sem interesse no prosseguimento da vida religiosa. A educação era primorosa e exigente.
Madre Maria Theodora Voiron, religiosa francesa, foi a Superiora do Colégio durante 40 anos e imprimiu às alunas uma educação de alta qualidade.

Madre Theodora faleceu em 1925. Seus restos mortais, outrora em túmulo singelo no pequeno cemitério do Colégio, hoje estão em cripta especial, dentro da Igreja do Patrocínio, já que esta em fase final de canonização no Vaticano.

Endereço: Praça Regente Feijó s/n
Telefone: (11) 4023-0920

IGREJA DE SÃO LUIS GONZAGA

IGREJA-DE-SÃO-LUIS-GONZAGA.jpg
A 6 de junho de 1886 foi lançada a pedra fundamental da Igreja de São Luís. Entre a Igreja e a entrada do Colégio edificou-se a torre na qual foram colocados os sinos oferecidos pelo Papa Leão XIII. Em 1897, o artista italiano, irmão João Maria Alberani fabricou o relógio da torre. Na mesma torre, há um grupo de esculturas de autoria do mestre Alberani que representa São Luís, ladeado de pequenos anjos. Ele também é o autor da notável pintura do anjo da guarda no corredor que se dirigia ao refeitório dos alunos. A sensação de profundidade confunde o olhar que, à distância, imagina estar diante de uma bela estátua de mármore. Para a Igreja de São Luís, o mesmo artista produziu a bela rosácea pintada no teto.

Segundo o historiador Jonas Soares de Souza, em 1918, o Colégio São Luís foi transferido para São Paulo e o majestoso conjunto arquitetônico de Itu foi vendido ao Governo Federal. Hoje é ocupado pela unidade militar do Exército Brasileiro – 2° Grupo de Artilharia de Campanha Leve – Regimento Deodoro. A primeira a ocupar as instalações no início do século passado foi 7° Regimento de Artilharia Montada – 7° RAM.

As visitas ao Museu do Quartel e à Igreja de São Luís, durante a semana, precisam ser agendadas. A entrada é gratuita. Aos sábados e domingos o conjunto arquitetônico fica aberto ao público.

Endereço: Praça Duque de Caxias, 284
Fone: 4022-1184, 4022-1284
museu da santa casa - igreja 2.jpg

Igreja da Santa Casa de Misericórdia de Itu - Igreja de São João de Deus

IGREJA DE SÃO JOÃO DE DEUS


Na reunião inaugural da primeira Mesa Administrativa da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Itu, realizada a 15 de março de 1840, ficou deliberado “que o padroeiro da Irmandade fosse São João de Deus”, criador da Ordem Hospitaleira, e que o capelão, seria o padre Antonio Joaquim de Melo, futuro Bispo de São Paulo.

Aos moldes da Misericórdia de Lisboa a presença de capelas, capelães e voluntários tornou-se parte do compromisso das Santas Casas no desenvolvimento de sua missão. Com o passar do tempo, cada Santa Casa de Misericórdia adaptou o compromisso à sua realidade, mas nunca deixaram de ter capelas, capelães, voluntários, beneméritos e doadores.

Chamada de Capela de São João de Deus da Santa Casa de Misericórdia de Itu, a igreja foi inaugurada 14 anos antes do hospital, por decisão do primeiro provedor, Bento Paes de Barros, o Barão de Itu.

Segundo o historiador ituano Jonas Soares de Souza, o centro do edifício da Santa Casa, ainda em construção, foi dividido em duas alas. A capela foi benta no dia 18 de setembro de 1853, com a entronização da imagem do padroeiro. Obra em madeira policromada do artista santeiro Paolo Olivare, datada de 1852, a imagem foi encomendada por frei Bartolomeu Marques em Gênova, Itália.

Somente em 1867 ficaria pronto o hospital, e a cerimônia da inauguração, realizada no dia 16 de junho, encerrou-se na Capela de São João de Deus, com o solene Te Deum, cântico de ação de graças em latim.
Sete décadas e meia após sua inauguração a capela passaria por ampla reforma e ganharia nova pintura, viabilizadas por recursos doados pela benemérita Teresa Correia Leite Sampaio, esposa de Vicente de Almeida Sampaio Primo, membro da Irmandade. 

O historiador ituano Francisco Nardy Filho, em livro que escreveu em 1940 sobre o primeiro centenário da fundação da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Itu, dizia sobre a capela: “simples em sua arquitetura e ornamentos decorativos e por isso mesmo nos encanta e nos convida ao recolhimento e à oração. Bem clara, sempre muito bem cuidada e espaçosa, suas missas são bem frequentadas aos domingos.

Restauração

Obra extensa de restauro da capela se fez necessária na década de 1990, mais de 140 anos após sua abertura. Executada por iniciativa da Irmandade e de seu provedor, Raul de Paula Leite, a intervenção foi aprovada pelos órgãos oficiais de preservação e teve a supervisão do engenheiro ituano Jair de Oliveira, especialista em patrimônio arquitetônico.

Jair “dedicou-se à obra voluntariamente e com denodo, acompanhando-a diariamente do início à sua conclusão”, lembra Ibraim Aparecido Veronezze, superintendente administrativo da Irmandade. 

Nessa intervenção, elementos de madeira tiveram tratamento contra cupins, instalações elétricas foram substituídas, a cobertura e o forro foram refeitos, o altar recebeu cuidados e douração e os lustres foram recompostos. Em 1997 a capela foi reaberta, revelando o seu singelo esplendor.

Igreja da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Itu  - Igreja de São João de Deus
Rua Joaquim Bernardo Borges, 314 – centro
(11) 4023-0472