11 99231-6498
Language:
Apresentação
11 99231-6498
SIGA-NOS

Notícias

Espetáculo do estouro do Judas em Itu no domingo de Páscoa – Tradição de 141 anos

No Domingo de Páscoa, dia 1º de abril, pontualmente ao meio dia, na Praça Padre Miguel (Matriz), a Prefeitura de Itu, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, Lazer e Eventos, realiza o tradicional Estouro do Judas.

Com mais de um século de história, diferente do que é realizado em outras cidades onde o boneco do Judas é malhado, em Itu os bonecos do diabo e do Judas são literalmente explodidos. Colocados em um mastro com bombas que vão explodindo uma a cada vez, o boneco do Diabo acaba sentado nos ombros de Judas e, ao final, os dois explodem e derrubam 30 moedas, valor da traição.

O Estouro do Judas é um evento exclusivo da cidade de Itu, que mantém a tradição da literal explosão dos bonecos representando as figuras do traidor de Cristo e do Diabo. O costume ituano difere da malhação do Judas de qualquer outro lugar do país.

Ao invés de fazer, como acontece em outros locais, onde o boneco é simplesmente espancado, os ituanos inventaram um espetáculo no qual Judas é detonado com bombas acompanhado pelo próprio capeta. A manifestação cultural atrai anualmente milhares de turistas para Itu e está registrada até no livro Guinness dos recordes.

O Estouro do Judas começou em 1877, é o mais antigo do gênero no Brasil. Inicialmente, era realizado no Sábado de Aleluia e atualmente é no domingo de Páscoa. O fogueteiro Joaquim da Costa Oliveira, o Nho Quim Corneta, trouxe a idéia de Portugal e a realizou em Itu por diversos anos.

Depois foi sucedido por vários artesãos fogueteiros. Quem mais tempo permaneceu na tarefa foi Amador Ferreira Gandra Filho, o Zico Gandra, que ficou mais de 60 anos à frente do trabalho. Foi sucedido por Milton Veronessi que manteve a tradição até 2008. Eles construíram os bonecos de Judas e do diabo, os fogos e a estrutura para o estouro.

Em 2009, a prefeitura local contratou uma empresa especializada em shows pirotécnicos e se comprometeu a manter a tradição do espetáculo. Estas  informações são da Revista Campo e Cidade pela jornalista Mônica Fukuda.
O local do espetáculo é cercado e sinalizado, para garantir a segurança dos ituanos e turistas, visando evitar quaisquer incidentes. O evento é gratuito.

Foto 1 - Diabo e Judas abraçados

Foto 2 - A festa do estouro




www.grandeitu.com.br
Raul Machado Carvalho – Editor
grandeitu@grandeitu.com.br