11 99231-6498
Language:
Apresentação
11 99231-6498
SIGA-NOS

Notícias

A imperdível Semana Santa em Itu tem cerimônias que datam do século XVII

A Semana Santa na Estância Turística de Itu é um dos momentos de maior devoção e respeito da fé cristã em todo o Estado de São Paulo com cerimônias que datam do século XVII e que expõe um patrimônio religioso extraordinário que se revela através de imagens religiosas, verdadeiras obras de arte, música sacra e procissões que demonstram a fé e dedicação do povo ituano por manter a tradição das celebrações católicas.           
 
Para os turistas que desejam conhecer o patrimônio histórico de Itu, distante apenas 100 km de São Paulo, a oportunidade de conferir o estilo barroco e colonial de suas igrejas, o programa dos eventos começa na próxima sexta-feira, dia 23 de março, na mais antiga paróquia de Itu, a Matriz de N.Sra. da Candelária, onde as cerimônias começaram no século XVII.
 
As Igrejas Matriz, Bom Jesus e o Convento do Carmo concentram as mais tradicionais celebrações, com a participação das Irmandades, Ordem Terceira, as Bandas do Carmo e União dos Artistas, Coral Vozes de Itu e Schola Cantorum de Itu.
 
            As cerimônias que contam com música tradicional são:
 
23 de março – sexta feira, 19h, na Igreja Matriz, Depósito de N. Sra. das Dores e Solene Via Sacra
A cerimônia, conduzida pelo Pároco, Padre José Donizete do Carmo, é a contemplação das 14 estações da Via Sacra, que recordam os dolorosos momentos em que Jesus caminhou até a crucificação e morte na Cruz, com especial devoção à Virgem Maria. A Schola Cantorum e o Coral Vozes de Itu participam cantando os Motetes para a Procissão de Passos, de José Mariano da Costa Lobo (1880).  
 
24 de março - sábado, 19h30, na Igreja do Carmo, o Solene Ofício de Trevas
A cerimônia, conduzida pelo Prior do Carmo, Frei Antonio Bento, é a recitação solene do Ofício de Matinas de Laudes da Quarta-Feira Santa. Os salmos, as antífonas e leituras são entoados em Canto Gregoriano pela Schola Cantorum de Itu e Congregados Marianos e pela própria comunidade. Os responsórios, compostos em Itu em 1872 pelo Maestro Elias Álvares Lobo serão entoados pelo Coral Vozes de Itu e solistas. Através de um grande candelabro (tenebrário), com quinze velas, se pode acompanhar o desenrolar da cerimônia. A cada salmo uma delas é apagada. A igreja fica a meia luz, contribuindo para o clima de recolhimento e meditação.
 
25 de março - domingo, 19h - Procissão de Passos
A solenidade, promovida pela Ordem Terceira do Carmo e Congregação Mariana, é conduzida pelo Prior do Carmo que leva a relíquia da Cruz (Santo Lenho) em todo o percurso. Trata-se de uma Via Sacra solene composta de sete estações.
A contemplação dos sete Passos é feita, desde o século XVIII em casas de família, na região central da cidade. A procissão sairá da Igreja do Carmo e a da Senhora das Dores da Igreja Matriz, esta conduzida pelo Pároco Padre José Donizete do Carmo. O encontro se dará na Igreja do Bom Jesus.
 
30 de março - sexta-feira santa, 10h, na Igreja do Bom Jesus, o Sermão das Sete Palavras.
A cerimônia é realizada na Igreja do Bom Jesus desde 1868. Diante do Calvário, um grande cenário lembrando a crucificação de Jesus, o Padre Adriano Francisco da Silva contemplará as sete últimas frases ditas por Jesus, já pregado na Cruz. A cada reflexão o Coral Vozes de Itu canta um motete específico, obra do maestro Elias Álvares Lobo (1867), de Rosati e Massana.
 
30 de março - sexta feira santa, 15h na Igreja Matriz de N. Sra. Candelária, a Adoração da Cruz
A cerimônia oficial da Igreja Católica, celebrada no mundo inteiro exatamente na hora em que se lembra a morte de Jesus. É um ritual discreto e conta com diversas músicas de Tristão Mariano da Costa (1876), compostas para a nossa matriz. É a meditação maior sobre os momentos da morte de Jesus. Participam o Coral Vozes de Itu e Schola Cantorum. Não há missa. Distribui-se a comunhão ao som dos Motetes de Passos de José Mariano.
 
30 de março - sexta feira santa, 19,30h, Procissão do Enterro
Na noite de Sexta-feira Santa, o povo se reúne na Igreja Matriz. Antes de sair a Procissão do Enterro de Jesus, o Coro do Bom Jesus canta o Stabat Mater, antigo hino medieval musicado em 1842 pelo ituano Miguel Dutra. Em seguida sai a comovente procissão, em que a imagem do Senhor Morto é conduzida pelas ruas centrais, acompanhada pelas irmandades, banda de música e Coro. A cada parada canta a Verônica.
 
31 de março - sábado, 9 horas, na Igreja do Bom Jesus, o Ofício de Matinas de Sábado Santo
Muito parecido com o Ofício de Trevas, nesta cerimônia a Schola Cantorum recita salmos, antífonas e responsórios, próprios em Canto Gregoriano, enquanto os professores do grupo cantam os responsórios compostos por José Tescari em Itu, em 1912.

No domingo de Páscoa, dia 1º de abril, às 6h, haverá a Procissão da Ressurreição que sai da Igreja Matriz.
 

Foto - Jesus em oração




www.grandeitu.com.br
Raul Machado Carvalho – Editor
grandeitu@grandeitu.com.br