11 99231-6498
Language:
Apresentação
11 99231-6498
SIGA-NOS

Notícias

145 anos da Convenção Republicana de Itu

Recordações Históricas são importantes para que fatos registrados em Itu, que alteraram o rumo político da nação, estejam sempre gravados na memória popular. A “Convenção de Itu” é um dos mais importantes marcos da história do Brasil, que aconteceu com a participação de representantes de Clubes Republicanos da época e que marcou a cidade de Itu como o “Berço da República”.

Neste ano, o Museu da República de Itu, onde aconteceu a Convenção, comemora 145 anos do evento – realizado em 18 de abril de 1873.

Relembrando os acontecimentos históricos dos dias 16, 17 e 18 de abril daquele ano, no primeiro dia, as ruas da cidade estavam enfeitadas para esperar o então presidente da Província, João Theodoro Xavier. No dia seguinte, o mesmo participaria da cerimônia de inauguração da Estrada de Ferro Ytuana, que ligava Itu a Jundiaí, onde se encontrava a ramificação para a Cia. Paulista de Estradas de Ferro, com ponto final em São Paulo.

A história conta que no dia 18 de Abril, após um almoço realizado na casa de João Tibiriçá Piratininga, houve uma reunião preparatória para discutir o tema República, na qual se elaborou a ordem do dia para outra reunião que seria realizada à noite. Segundo Tibiriçá, presidente do Clube Republicano de Itu deveria ser simples e objetiva, evitando-se levantar polêmicas em torno de assuntos delicados da época, como a abolição dos escravos, por exemplo.

Na noite do dia 18, por volta das 19 horas, 133 correligionários (importantes fazendeiros, políticos e comerciantes) reuniram-se na casa de Carlos Vasconcellos de Almeida Prado, na Rua Barão do Itaim, onde hoje é o Museu, além das pessoas que se declaravam republicanas.

Os Clubes Republicanos representados compareceram com o seguinte número de participantes: Itu (32); Indaiatuba (8); Campinas (15); São Paulo (10); Mogi-Mirim (2); Sorocaba (5); Amparo (4); Rio de Janeiro (2); Capivari (13); Jundiaí (9); Botucatu (4); Porto Feliz (15); Tietê (1); Piracicaba, que se chamava Constituição (4); além de Bragança Paulista (4); Atibaia, ou Bethelem de Jundiahy (1); Jaú (1) e, finalmente, Monte-Mor, com 1 representante.

No episódio da Convenção foram estabelecidos os passos seguintes para consolidar o início da campanha republicana em São Paulo, campanha que culminaria vitoriosa em 15 de Novembro de 1889, com a Proclamação da República no Brasil.

O Museu da República de Itu guarda importantes relíquias dos acontecimentos de 145 anos atrás como o saguão de entrada decorado por painéis de azulejos confeccionados com o objetivo de representar episódios da história da cidade de Itu. A sala da Convenção, objetos da época e valioso acervo relativo aos republicanos históricos e à memória de Itu.

Hoje é administrado pela Universidade de São Paulo e constitui referência científica e cultural para o país. Ao lado dos acervos que conserva e estuda, o Museu possui características que o destaca pelo fato de estar localizado em edificação histórica, o antigo sobrado onde residiu a família Almeida Prado. 

Foto - Museu Republicano de Itu


www.grandeitu.com.br
Raul Machado Carvalho – Editor
grandeitu@grandeitu.com.br